4 dicas para criar um excelente programa de incentivo para sua empresa

De maneira geral, empresas estão em busca de bons resultados. Para que seja possível alcançá-los, é fundamental contar com uma boa equipe. Atrair e reter os profissionais mais talentosos do mercado não é tarefa fácil, já que envolve mais do…

Por Mauro Machado

10 minutos de leitura


De maneira geral, empresas estão em busca de bons resultados. Para que seja possível alcançá-los, é fundamental contar com uma boa equipe. Atrair e reter os profissionais mais talentosos do mercado não é tarefa fácil, já que envolve mais do que salário. Hoje, é preciso investir em um programa de incentivo atrativo.

Essa estratégia busca promover o engajamento dos colaboradores por meio de recompensas financeiras ou com valor agregado. Assim, reconhece o desempenho das equipes e estimula a produtividade.

Fugir do óbvio é uma das principais características para que tudo saia conforme o esperado. Por isso, trouxe para você 4 valiosas dicas que podem ser implementadas na sua empresa. Confira!

1. Ofereça benefícios criativos

Não tem jeito, um bom programa de incentivo deve surpreender os colaboradores, ao mesmo tempo em que vai ao encontro dos seus desejos e demandas. Para isso, não há um script a ser seguido. A principal orientação é conhecer o perfil das equipes.

Recursos como o People Analytics e as pesquisas de satisfação podem ser utilizados para descobrir o que motiva os indivíduos. Só então, a empresa pode pensar no que está mais adequado a eles. Dentro disso, pode ser:

  • sorteio de uma viagem para a família no final do ano, caso as metas sejam batidas;
  • prêmio financeiro conforme a porcentagem extra conquistada, no caso de metas superadas;
  • estratégias mais simples e surpreendentes, como par de ingressos para o cinema no mês dos namorados.

2. Estimule a capacitação dos colaboradores

Cada vez mais, as pessoas estão convencidas da importância de um diploma de graduação e do investimento constante em educação por meio de cursos de pós, MBA, mestrado e doutorado. A proposta é interessante.

Conceder bolsas de estudos, curso de idiomas ou, até mesmo, apostar na flexibilidade de horários para quem estuda são ótimas alternativas para incentivar as equipes. Além disso, com colaboradores capacitados, a empresa também sai ganhando.

3. Manter os benefícios trabalhistas em dia

O que deveria ser uma obrigação, em tempos de crise, incertezas e reformas, acaba se transformando em uma política de incentivos. Procure manter os benefícios trabalhistas em dia e uma equipe atualizada para tirar dúvidas.

Invista em palestras e cursos para que os colaboradores tenham mais autonomia sobre o futuro e entendam a importância de fazer parte de uma empresa que valoriza seus direitos.

4. Fique atento às tendências do mercado

Home office, dress code confortável e espaço para relaxamento são algumas das tendências para a gestão de RH e ótimos incentivos aos colaboradores. Flexibilize as questões referentes aos uniformes e conceda benefícios, como acupuntura ou massagem, no lugar da ginástica laboral.

Com isso, perceba a satisfação das equipes atingir outros patamares, além de promover um melhor desempenho nas atividades. Colaborador feliz é mais produtivo e essa felicidade também mora nas pequenas ações.

Não se esqueça de que implementação de um programa de incentivo deve fazer parte de uma estratégia, por isso é importante que seja mensurada. Ter o controle sobre a eficiência do projeto é fundamental para realizar eventuais mudanças e, assim, manter a satisfação e o engajamento dos colaboradores para que os resultados sejam sempre positivos.

Gostou do artigo que trouxe para você? Quer continuar recebendo informações pertinentes a respeito do RH? Assine nossa newsletter!