Você sabe o que faz o RH? Veja quais suas funções estratégicas

Você realmente sabe o que faz o RH? Se respondeu que é o responsável pelas questões burocráticas do departamento pessoal, como folha de pagamento, controle de ponto, recrutamento e demissão, está na hora de descobrir que a competitividade ressignificou esse…

Por Felipe Baeta

10 minutos de leitura


Você realmente sabe o que faz o RH? Se respondeu que é o responsável pelas questões burocráticas do departamento pessoal, como folha de pagamento, controle de ponto, recrutamento e demissão, está na hora de descobrir que a competitividade ressignificou esse papel.

Hoje, o setor de recursos humanos é tido como peça fundamental no planejamento estratégico. As atividades pertinentes ao cargo são realizadas não apenas para cumprir com os protocolos estabelecidos para a legislação, mas utilizando ferramentas que possam contribuir, de fato, com os resultados da empresa.

A isso, chamamos de RH estratégico. E você vai conhecer, agora, quais funções podem ser atribuídas a esse novo modelo. Acompanhe as explicações que trouxe para você!

Contratação de pessoas

Os processos de recrutamento e seleção não podem ser desassociados do que faz o RH. Em um departamento estratégico, ele é realizado em um formato que vai além do sistema divulgação-seleção-contratação.

A tecnologia trouxe ferramentas – como o People Analytics – que permite às empresas fazer um mapeamento do perfil desejado. Com o uso de softwares inteligentes, é possível fazer a triagem dos currículos com base nessas informações.

O resultado é uma contratação muito mais eficiente, já que são atraídos para o processo somente os candidatos que atendem às exigências da vaga e que estão alinhados às políticas da empresa.

Política de benefícios e incentivos

Uma vez que o RH estratégico se trata de usar o capital humano da empresa como ferramenta principal para alcançar e, até mesmo, superar os resultados esperados, é preciso que esse profissional trabalhe em prol da retenção desses talentos.

Organizações que não oferecem um pacote de benefícios e incentivos atraente são carta fora do baralho para os profissionais mais preparados à disposição do mercado.

Empresas que não oferecem nenhum benefício ou só o básico, como vale alimentação e plano de saúde, necessitam que o gestor de RH realize um projeto para a implementação de uma política interessante com urgência. O ideal é que a estratégia atenda às demandas e desejos das equipes.

Treinamento e desenvolvimento

Se hoje os resultados da empresa são satisfatórios, não significa que os processos possam ser estagnados. Andar para frente é necessário para manter a vantagem competitiva e a sustentabilidade no mercado.

Os colaboradores fazem parte disso. Por meio de programas de treinamento e desenvolvimento, é possível incentivar o desenvolvimento de novas habilidades técnicas, comportamentais e emocionais, corrigindo falhas e potencializando qualidade.

Além disso, eles mantêm os profissionais atualizados, tanto no que diz respeito às suas funções como no momento pelo qual o segmento está passando. De quebra, contribuem para a retenção de talentos. O combo composto por benefícios interessantes e programas de desenvolvimento é vantajoso para o profissional.

A pergunta “o que faz o RH?” pode ser mudada para “qual a importância do RH para a empresa?”. Afinal, como você pôde perceber, o departamento realiza uma tarefa muito importante: a gestão de capital humano, conduzindo talentos para aumentar o nível de desenvolvimento e, consequentemente, atingir os resultados esperados pelo negócio.

Quer saber a importância do RH para o planejamento estratégico com mais detalhes? Veja o artigo a respeito da gestão de recursos humanos.