Job rotation: entenda os benefícios para os funcionários

O job rotation é uma espécie de rodízio de funções, em que os colaboradores circulam por diferentes departamentos durante um período determinado. Assim, exercem tarefas que não fazem parte da rotina para a qual foram contratados. O objetivo é trazer…

Por Felipe Baeta

10 minutos de leitura


O job rotation é uma espécie de rodízio de funções, em que os colaboradores circulam por diferentes departamentos durante um período determinado. Assim, exercem tarefas que não fazem parte da rotina para a qual foram contratados.

O objetivo é trazer dinamismo para a rotina do negócio, ampliando a visão dos profissionais sobre os processos produtivos da empresa. De quebra, revela os talentos que podem ocupar outras posições — o que pode ser bastante útil e eficiente para organizações que oferecem plano de carreira.

A estratégia traz diversos benefícios. Você vai conhecer cada um deles a seguir, além de conferir como ele pode ser aplicado e as situações em que ele é mais utilizado. Acompanhe o artigo que trouxe para você!

Quando o job rotation é utilizado?

Popular nas estratégias de multinacionais, o job rotation pode ser utilizado em qualquer empresa com setores estruturados e de vários segmentos. Por ir ao encontro dos objetivos de impulsionar o aprendizado e o desenvolvimento de profissionais, é muito utilizado em programas de estágio e de trainees.

Mas a prática também pode ser bastante útil nos processos de formação de liderança. Dito isso, é importante saber que departamentos que não estão bem estruturados devem ser evitados. Para que o job rotation possa de fato trazer vantagens, é preciso que a empresa esteja organizada, integrada e que os processos estejam fluindo de maneira adequada.

Quais os benefícios para os colaboradores?

O job rotation é uma estratégia que traz diversos benefícios aos colaboradores, principalmente se estiver aliado a um programa de treinamentos e ao plano de carreira, cargos e salários. Você vai conhecer algumas dessas vantagens, agora mesmo.

Melhora o relacionamento com os colegas

Como toda a estratégia está embasada na rotatividade de cargos dentro da empresa, o job rotation contribui para melhorar o relacionamento entre os trabalhadores e o clima do ambiente de trabalho no geral.

Incentiva o colaborador a buscar novos objetivos

Trata-se de uma oportunidade real que o colaborador tem de buscar novos objetivos, saindo da sua zona de conforto e garantindo que ele possa enxergar um futuro melhor dentro da companhia em que trabalha.

Melhora a autoestima

Como os colaboradores saem de suas rotinas, eles se tornam pessoas mais dinâmicas e confiantes na sua capacidade como profissionais.

Agrega valor ao currículo

Ao ter oportunidade de trabalhar em outros setores, o profissional é capacitado para exercer novas funções — o que, talvez, seja o maior benefício do job rotation para o colaborador em relação a sua carreira.

Promove bem-estar

Os profissionais que chegam ao mercado de trabalho já não se atraem mais a uma rotina engessada, por mais estável que pareça. As novas gerações não têm medo de trocar de emprego: estão em busca do próprio bem-estar.

O job rotation pode suprir essas demandas, já que oferece a perspectiva de crescimento, ao mesmo tempo em que sinaliza que isso não precisa acontecer de maneira engessada.

Ao final do processo, a tendência é que esses profissionais se sintam bem consigo mesmos, não só por terem saído da rotina, mas por todos os outros benefícios relacionados.

E as vantagens para a empresa?

Como mencionamos, o job rotation é amplamente utilizado em programas de estágios e trainee. Parte disso é devido a sua efetividade na hora de identificar, reconhecer e desenvolver talentos.

Ao dar uma chance para que os novos contratados conheçam outros setores da organização, é possível garantir que esse colaborador tenha uma ampla visão dos processos e permitir ao líder enxergar as reais aptidões desse profissional.

Muitas vezes, nem o colaborador tem conhecimento dos próprios talentos em áreas distintas. O job rotation dá oportunidade para que ele mesmo se conheça.

Quando a empresa também percebe os setores mais adequados a esse perfil e inicia um processo para que esse colaborador seja deslocado a uma função mais pertinente às suas qualificações, o resultado é a satisfação e, consequentemente, produtividade.

Se todo esse mecanismo estiver acompanhado de programas de treinamento e desenvolvimento, a empresa promoverá a formação de equipes do mais alto desempenho.

Como aplicar o job rotation?

Ficou interessado em aplicar o job rotation na sua empresa? Então tenho algumas dicas para que a estratégia possa ser implementada de maneira segura e eficiente.

Analise os colaboradores previamente

Faça uma avaliação dos conhecimentos e das habilidades de cada colaborador, de modo que seja possível visualizar quais funções podem agregar ao desenvolvimento dos profissionais. Também que sirva como base para a composição de um plano de carreira individual.

Defina uma sequência correta

As áreas utilizadas no job rotation devem se complementar e o roteiro a ser seguido pelos profissionais deve ser estratégico. O objetivo é facilitar a compreensão sobre as outras funções e trazer dinamismo para a prática.

Trabalhe com mentores

O job rotation também exige que cada setor que vai participar do programa tenha um mentor. Ele deve estar ciente de todos os processos e preparado para dar apoio ao colaborador que está chegando no departamento.

Tudo isso, sem prejudicar o andamento das tarefas. Afinal a grande sacada do processo é que o profissional participe normalmente dos processos e, para isso, a produção não pode ser prejudicada.

Analise os resultados

Por ser uma estratégia, é preciso avaliar sua efetividade e os resultados alcançados. Desenvolver os relatórios do job rotation é, de certa forma, prazeroso para os colaboradores, já que o ideal é que indiquem o setor com que mais se identificaram durante o processo.

Trabalhe com feedbacks

Ao final de todo o processo e avaliação das impressões do colaborador, repasse aos profissionais o que a empresa e os mentores acharam do trabalho. Aqueles que desejam uma nova posição certamente vão se esforçar para corrigir as falhas e se aproximar da oportunidade.

Toda empresa opera buscando alcançar uma série de objetivos e a lucratividade faz parte deles. Para que os resultados sejam cada vez melhores, investir no capital humano é fundamental. Nesse contexto, o job rotation surge como alternativa que agrega valor não só aos números, como também traz segurança aos processos de tomada de decisão que envolvem as equipes.

Achou o tema interessante e quer continuar acompanhando nossos artigos? Siga nosso perfil no LinkedIn e fique por dentro das atualizações.