7 dicas para alavancar sua gestão empresarial!

Uma gestão empresarial correta garante mais produtividade para o seu empreendimento sem a necessidade de aumentar os recursos empregados. Para tanto, é interessante que você coloque em prática algumas boas práticas de organização, controle dos recursos, processos e pessoas no…

Por Felipe Baeta

10 minutos de leitura


Uma gestão empresarial correta garante mais produtividade para o seu empreendimento sem a necessidade de aumentar os recursos empregados. Para tanto, é interessante que você coloque em prática algumas boas práticas de organização, controle dos recursos, processos e pessoas no seu negócio.

Dessa forma, estruturar, classificar, integrar e dispor os ativos já existentes se torna fundamental para que as atividades sejam executadas com sucesso. Para que essas atitudes sejam realmente efetivas e tragam resultados, é preciso ter um conhecimento sólido acerca dos pontos fortes e fracos do seu escritório de advocacia.

Para ajudá-lo com o seu negócio, separei 7 dicas para alavancar a sua gestão empresarial. Acompanhe!

1.   Realize um mapeamento eficaz do seu negócio

Fazer o mapeamento do seu negócio é o primeiro passo para fazer uma gestão estratégica, identificando qual modelo é possível seguir para colocar em prática a sua ideia.

Pense em como a concorrência vem desenhando as suas estratégias e, então, comece a analisar seus parceiros e fornecedores. O mapeamento deve ser constante e acompanhar as mudanças do mercado, já que o dinamismo da oferta e da demanda pode alterar completamente o seu planejamento.

Por isso, é preciso garantir um plano de negócios bem estruturado desde o início, com planejamento de atividades e réguas de mensuração objetivas. É importante traçar ações diárias, semanais e mensais.

2.   Utilize ferramentas consolidadas para a análise empresarial

Para uma correta gestão empresarial, é importante contar com ferramentas de análise, como o método de análise SWOT.

O termo é uma acrônimo inglês das palavras Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats. Juntas, elas podem ser traduzidas para o português como forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, respectivamente. Ela faz a avaliação dos ambientes interno e externo a um negócio, traçando estratégias para elevar o desempenho no mercado de atuação.

No ambiente interno, a SWOT envolve as atividades corporativas de gestão e operação, levando em consideração todos os processos que as tornam realidade. Assim, as forças e fraquezas do empreendimento são analisadas, levando em consideração os fatores, como:

  • pontos fracos;
  • experiências;
  • recursos;
  • conhecimentos;
  • habilidades.

Já no o ambiente externo, as ameaças e as oportunidades se referem às questões de mercado e que não dependem do seu controle, a exemplo das oportunidades e ameaças futuras. Vamos explicar um pouco mais a seguir:

Conceitos importantes da análise SWOT

Como você pode perceber, a análise SWOT é uma importante ferramenta para a gestão do seu negócio. Por isso, vamos nos dedicar a estudá-la um pouco melhor. Vem comigo!

Forças

Quais são as dores dos clientes que seu negócio busca solucionar? Ele realmente tem sido bom nisso? Essas respostas apresentam as forças do seu escritório de advocacia: o que ele faz de melhor, o que realmente ajuda a consolidar um projeto. Como consequência, demonstra as vantagens que você tem frente a seus concorrentes.

Para conseguir definir essas questões de maneira minuciosa, pense nos seguintes tópicos:

  • Quais são os melhores recursos?
  • Qual é a sua maior vantagem competitiva?
  • Quais são as atividades mais bem realizadas?
  • Qual é o nível de comprometimento dos clientes?

As repostas devem salientar as vantagens competitivas do seu escritório, tudo aquilo que permite que um objetivo seja alcançado mais facilmente por você em relação aos concorrentes. Quanto mais bem posicionado no ranking seu escritório estiver, mais importante essa característica deve ser reforçada.

Fraquezas

As fraquezas são os pontos de melhoria do seu negócio. Elas são facilmente identificadas com a ajuda das perguntas abaixo:

  • Existem lacunas de treinamento?
  • Tenho uma mão-de-obra capacitada?
  • Por que a concorrência é escolhida?
  • Por que meu engajamento não funciona?

É importante observar e analisar as fraquezas de maneira isolada para perceber com maior facilidade o que leva a esses fatores. Assim, e possível encontrar soluções que as diminuam ou as corrijam. É importante lembrar que a sinceridade é fundamental, já que se pode prover soluções para as fraquezas apenas assumindo uma falha.

Oportunidades

São todos os fatores que agem para que a empresa seja afetada de forma positiva. Elas basicamente dependem de fatores externos e, por isso, não podemos controlá-las.

Ademais, as oportunidades podem acontecer de maneiras diferentes, como mudanças no perfil do consumidor, questões político-econômicas e concessão de crédito.

Para saber quais são as oportunidades, você deve fazer pesquisas que tornem possível a previsão de acontecimentos que influenciam de forma positiva nos seus negócios.

Ameaças

As ameaças são todos os eventos que possam interferir negativamente no seu empreendimento e, da mesma forma que as oportunidades, elas também dependem de fatores externos.

É preciso muita cautela, porque elas podem colocar em risco tanto o planejamento estratégico, como os resultados de forma mais direta.

Assim, uma análise SWOT eficiente é interpretada e desenvolvida para integrar da melhor maneira esses elementos. Sendo assim, é capaz de oferecer um parecer mais que confiável, integrando as necessidades apresentadas na gestão estratégica.

Ela age de modo que a elaboração do plano seja mais eficiente e segura, em médio e longo prazo. Consequentemente, podemos ressaltar as oportunidades e reduzir as ameaças do ambiente para sua empresa.

Etapas da análise SWOT para empresas

Entendendo os conceitos básicos da análise SWOT, é preciso ficar atento a algumas ações para o sucesso da aplicação da ferramenta:

  • observe como a concorrência se comporta;
  • analise as áreas específicas em que você atua;
  • simplifique o documento para a análise.

Com isso em mente e levando em consideração que a análise SWOT avalia tanto o ambiente interno quanto externo, você estará preparado para utilizar essa ferramenta, que também é aplicável a pequenos negócios, contando para isso com pequenos ajustes.

3.   Invista em um setor específico de compliance

Do verbo em inglês to comply, compliance quer dizer padrões éticos, estar em conformidade com as leis e com os regulamentos internos e externos.

Ao investir e estabelecer o setor de compliance no seu escritório de advocacia, você reduz os riscos relacionados às atividades do seu segmento. Isso porque, o compliance serve como guia do comportamento de uma organização diante do seu mercado de atuação.

De forma resumida, é um padrão básico de negócios com ações colocadas em prática, que têm como objetivo assegurar relações éticas e transparentes entre as organizações e, em especial (mas não apenas), com o Poder Público.

Como fazer o compliance na prática?

O termo se faz cada vez mais presente no dia a dia dos brasileiros, principalmente depois da eclosão de diversas operações de desmantelamento de esquemas de corrupção envolvendo políticos de todo o país.

A difusão do termo foi fortalecida com a promulgação da Lei n° 12.846/13, conhecida como Lei Anticorrupção e de sua regulamentação pelo Decreto n° 8.420/15.

Diante da importância do compliance para o segmento do seu negócio, você pode estar se perguntando como vai iniciá-lo. Separei tudo para você começar da melhor maneira possível:

  • elabore um código de conduta com linguagem acessível;
  • comunique e engaje os funcionários para que estejam cientes da importância de seguir os padrões estabelecidos no código. Para uma melhor efetivação do compliance, é fundamental que a direção siga o exemplo do estabelecido no termo com rigor;
  • crie canais internos de denúncias. Com isso, os próprios colaboradores podem fazer denúncia das atividades em desconformidade com os preceitos da empresa.

Para uma maior efetividade do compliance no seu escritório de advocacia, além de cumprir todos os regulamentos, você precisa se envolver com ações práticas legais, mas que podem ser questionadas no âmbito moral.

Com isso, você consegue transmitir mais credibilidade e confiança com a imagem do seu escritório, fortalecendo-o como íntegro e idôneo.

O monitoramento dos programas de compliance é feito mediante as seguintes ações:

  • revisão e adequação do treinamento;
  • revisão periódica da análise de riscos jurídicos e socioambientais;
  • ações específicas para áreas sensíveis e de alto risco.

4.   Conheça a fundo a satisfação de seus clientes

Todo negócio gira em torno de clientes. Saber quais são as necessidades deles e como você e seu negócio podem se adequar para solucionar seus problemas, atendendo da melhor forma o consumidor é essencial para a sustentabilidade de qualquer organização.

Para saber quais as necessidades, preferências e anseios de seus clientes, faça uma pesquisa de satisfação com eles. Essa é uma metodologia fácil de aplicar e uma das melhores para identificar o porquê dessas pessoas preferirem seus serviços.

A pesquisa evidenciará dados com base na realidade do seu negócio, seguindo uma metodologia estatística comprovada. Dessa forma, a sua tomada de decisão é otimizada e você pode propor soluções de forma muito mais estratégica e assertiva.

Conhecer a satisfação do cliente é importante para diferenciar seu serviço da concorrência: você sai do âmbito subjetivo das análises, onde a impressão pessoal sem dados pode resultar em resultados equivocados. Logo, fique atento e defina perguntas estratégicas para a realização da pesquisa.

A concorrência também merece atenção e é fundamental para você ter mais sucesso no seu escritório de advocacia. Para isso, observe como os concorrentes mais próximos estão trabalhando.

É importante que você se esforce para mensurar a quantidade e qualidade de seus clientes. Observe se o modelo do seu negócio está alinhado com o local onde está estabelecido.

Analise de forma profunda a sua localização e quais facilidades você pode agregar para atrair e manter os seus clientes, como oferecer um local de estacionamento para recebê-los.

Hoje em dia, com clientes cada vez mais focados em um atendimento personalizado, já não há espaço para modismo. As tendências já não ocupam mais tanto espaço quanto há alguns anos. Logo, análises de longo prazo são essenciais nesse momento.

5.   Utilize a tecnologia a seu favor

O uso da tecnologia é uma importante aliada para alavancar a gestão empresarial e isso também vale para os escritórios de advocacia. Veja abaixo os principais benefícios do uso de uma ferramenta tecnológica!

Otimização de processos

Existem vários softwares que podem ser usados para facilitar a rotina do seu dia a dia na empresa e também colaboram para tornar mais ágil o desenvolvimento de processos. Isso otimiza a mão de obra — o que permite que seus funcionários se dediquem a atividades mais estratégicas, elevando os diferencias competitivos do seu negócio.

Nesse sentido, o uso de um software colabora para que o seu negócio atinja o patamar desejado frente ao mercado, tornando a gestão da sua operação mais estratégica e eficiente.

É verdade que é possível otimizar tempo e recursos independentemente de soluções tecnológicas, mas atuar sem elas seria muito limitante para uma empresa que deseja ser competitiva.

Disponibilidade de sistemas e informações

Informação é a matéria-prima para o segmento de Direito. Ter as informações em um só lugar agiliza os processos, além de encontrar tudo de forma mais rápida com os sistemas de busca e poder consultar os dados de onde quer que você esteja. Para isso, basta ter acesso a um computador e à internet.

Além disso, a internet é uma ferramenta altamente estratégica na relação da empresa com os clientes e para a execução dos processos internos.

Com a evolução e informatização dos processos jurídicos, é possível contar com mais abrangência e mobilidade no acesso às informações. Dessa forma, a disponibilidade de sistemas se tornou ainda maior e um diferencial competitivo para quem a utiliza.

Aumento do lucro e redução de custos

Outra vantagem do uso de ferramentas de gestão empresarial é aumentar a eficiência operacional. Com a automatização de processos, você pode se concentrar nas tomadas de decisão e nas possibilidades de expansão do seu negócio.

Além disso, sobra mais tempo para liderar as equipes e estar mais presente no atendimento aos clientes com maior potencial. Todo esse contexto colabora para o aumento dos lucros do empreendimento.

Produtividade

Com a adoção de ferramentas tecnológicas, a manipulação de informações com processos e petições é padronizada. Isso reduz o retrabalho, colaborando para que a empresa conquiste mais tempo para atividades estratégicas e aumente a qualidade de seus serviços. O resultado disso é uma empresa mais ágil, eficiente e competitiva.

6. Utilize benefícios para a fidelização de funcionários capacitados

Ao investir em benefícios de forma planejada você atrai os melhores talentos do mercado e consegue mantê-los por mais tempo na empresa e também mais motivados, o que eleva a competitividade do seu negócio.

Veja a seguir alguns dos benefícios mais valorizados pelos trabalhadores!

Trabalho home office

Além da flexibilidade de horário, que também é visto como um grande benefício, trabalhar fazendo home office, é uma tendência e um benefício altamente valorizado pelos trabalhadores. Isso é possível graças ao trabalho remoto, facilitado pelo uso da internet.

Para muitas empresas, essa categoria de trabalho ainda reduz custos com estrutura e gastos mensais, tais como luz, água, transporte de colaboradores, limpeza, entre outras.

Para os funcionários, o trabalho home office traz diversas vantagens:

  • estar mais próximo da família, mesmo trabalhando;
  • reduz o cansaço e estresse de grandes deslocamentos, principalmente nos grandes centros;
  • colaborador pode administrar o tempo de forma eficiente e de acordo com as demandas;
  • otimização das funções da rotina profissional.

Assim, para o escritório de advocacia esse também é um benefício viável, pois os colaboradores podem desenvolver suas atividades de onde estiverem e de uma maneira mais prática e que promova sua satisfação.

Convênio com estabelecimentos próximos ao trabalho

É fato que muitas pessoas ainda passam mais tempo no trabalho do que em casa. Se a sua empresa ainda não consegue oferecer o benefício do home office por algum motivo, apostar em convênios para facilitar a vida do trabalho pode ser uma excelente solução!

Com esse benefício, a rotina do funcionário é facilitada, sendo mais prática e confortável. Para tanto, é preciso investir em convênios com restaurantes, academias, escolas, cursos de interesse do seu público interno e outros estabelecimentos comerciais próximo ao escritório e que possam trazer vantagens para os colaboradores.

Investimentos em educação

Quando a empresa investe em seus colaboradores, ela forma os melhores profissionais do mercado, além de poder usufruir de todo esse know-how a seu favor e ter profissionais promotores da sua marca.

Para a área jurídica, a atualização constante é um importante diferencial competitivo, visto que o sucesso do escritório está diretamente ligado à expertise de seus profissionais.

Plano de saúde

O plano de saúde empresarial está entre os principais benefícios que uma empresa pode oferecer para atrair e manter seus colaboradores motivados e engajados com o trabalho.

A assistência médica está entre os principais motivos para um profissional escolher uma organização para trabalhar, conforme pesquisa realizada pelo portal de empregos Catho. O estudo evidenciou que 74,6% das pessoas veem nesse benefício um motivador para se manter no trabalho.

Para as organizações, esse benefício ainda traz muitas vantagens, como retenção de talentos, redução do índice de absenteísmo, além de poder contar com o apoio da operadora em caso de qualquer emergência, incluindo acidentes de trabalho.

Segundo a revista Exame, a pesquisa da Sociedade de Gestão de Recursos Humanos (Society for Human Resource Management — SHRM), as organizações mais competitivas já usam o plano de saúde diferencial na hora de atrair os melhores talentos do mercado.

7. Priorize a redução de custos

O controle dos custos é uma das práticas essenciais da Gestão Empresarial, sendo determinante para o sucesso de uma organização. Assim, é preciso elaborar um plano efetivo de controle de gastos e uma eficiente gestão do plano de saúde empresarial pode ajudar a baixar as despesas.

A consultoria Marsher Mercer, revelou em estudo que o custo médio de planos de saúde empresariais, por funcionário, foi de R$ 224,15 em 2015. Isso representa um aumento de 40% em relação ao ano anterior. Ainda, a soma desses recursos é responsável por quase 12% das despesas gerais de uma companhia.

Diante desse cenário, veja como reduzir os custos da assistência médica.

Invista em programas de prevenção

É importante contar com programas que tenham por objetivo incentivar o bem-estar dos funcionários, como os convênios com academias, incentivos para seguir uma dieta saudável e incluir uma série de iniciativas no dia a dia do escritório, como a prática da ginástica laboral. Todas essas ações trazem resultados e benefícios para as pessoas e, indiretamente, para o seu negócio.

Adote a coparticipação

Compartilhar o valor da consulta, procedimentos médicos e exames entre funcionários é uma das alternativas para baixar os custos da empresa com o plano de saúde. Essa é uma maneira de continuar oferecendo esse benefício, mantendo uma cobertura de qualidade dos serviços oferecidos sem aumentar os custos.

Essa medida ainda ajuda na conscientização sobre o correto uso do plano de saúde, controlando o índice de sinistralidade e fazendo com que o beneficiário e seus dependentes somente utilizem o plano quando realmente for necessário.

Negocie com a operadora

Negociar com a operadora pode ser uma boa alternativa para baixar os custos com esse benefício. É fundamental que os termos desse compartilhamento sejam abordados de forma minuciosa com a operadora do plano de saúde, a fim de não comprometer a qualidade do serviço prestado.

Contrate uma empresa especializada nas soluções do setor

Ao contratar uma assessoria especializada em planos de saúde, você poderá contar com todo o conhecimento dela para adequar a realidade da empresa ao orçamento disponível, sem perder a qualidade dos serviços de assistência médica.

Com a ajuda da empresa especializada, você ainda pode negociar com a operadora e fechar contratos mais vantajosos, já que ela tem acesso a várias operadoras e pode aconselhar uma transição que traga mais economia e benefícios ao seu negócio.

Pensando em tudo o que conversamos, é possível notar que fazer uma gestão empresarial correta é fundamental para o sucesso do seu escritório de advocacia. Isso engloba o mapeamento correto do seu negócio, o uso de ferramentas consolidadas como a análise SWOT, investir no setor de compliance, entre outras questões — a destacar o correto gerenciamento dos recursos e benefícios e o plano de saúde empresarial.

Como deve saber, a Piwi® é uma corretora de planos de saúde que tem por objetivo simplificar a sua relação com as operadoras de saúde. Por meio de suas soluções é possível agregar ainda mais soluções e economia para o seu empreendimento, colaborando assim para o auxílio na gestão de planos de saúde.

Se você gostou deste post sobre 7 dicas para alavancar sua gestão empresarial, entre em contato conosco para saber como podemos ajudá-lo!